18 de mai de 2012

Coragem para mudar


"Não peça para que as coisas sejam mais fáceis, antes, peça por mais obstáculos e mais desafios, pois é com eles que o caráter do homem e sua vontade de vencer são formados". (Jim Rohn)

    Quase todas as histórias de sucesso que conheço iniciaram no ponto em que a pessoa estava completamente prostrada, sem forças ou em total impotência mental e/ou financeira.

    Nestas condições, as pessoas sentem-se em geral o suficientemente revoltadas para alcançar em seu interior forças para retirar sonhos, talentos, aptidões, desejo e determinação - os elementos básicos necessários para que alguém que deseja que as coisas melhorem. É diante da adversidade que as coisas começam a mudar, e as "coisas" sempre mudam como um resultado da mudança pessoal que ocorre. E foi aí que descobri que as "coisas" nunca mudam por si mesmas.

    É sempre após as crises que vem as expansões, são em meio as grandes adversidades de nossas vidas que somos forçados a buscar novas rotas, descobrir novos caminhos. Esse é o momento em que nos revoltamos e encontramos, desejo e determinação suficientes para mudar a nossa vida. É esse o momento em que temos a capacidade de gritar para as pessoas e para nós mesmos: "CHEGA DE DERROTA, HUMILHAÇÃO, EU NÃO VOU MAIS TOLERAR ISSO".

    Mas, infelizmente,  as massas de pessoas não mudam. Elas esperam que as condições mudem, que o gorverno mude, culpando os outros ou culpando as situações por seu lento progresso e até progresso nenhum. Elas aceitam a derrota como se fosse o destino dela, algo predestinado pela natureza a afundar-se em poços de derrotas e autopiedade.
 
  É aí onde uma pequena quantidade de pessoas, cerca de 10% da população mundial faz a diferença, porque ao invés de colocarem a culpa nos fatores externos, em pessoas ou instituições alheias, chamam a responsabilidade para si, se enchem de coragem e decide fazer algo de diferente, algo que possa realmente mudar a sua situação.

"O Progresso é impossivel sem mudanças e aquele que não conseguir mudar sua própria mente, não
conseguirá mudar nada." (George Bernard Shawn)

Nenhum comentário: