26 de jun de 2013

Frutos dos 20 centavos

Vinte, dez, cinco centavos para você faz diferença? E pensar que por conta de vinte centavos o nosso país está a passar por uma revolução histórica. É motivante e contagiante ver nossa geração indo às ruas protestando, reclamando e exigindo de nossos governantes investimentos, recursos e projetos que beneficiem o povo brasileiro. É lindo entrar nas redes sociais hoje e ver as famosas "hashtags" em apoio aos movimentos e manifestações, as mensagens de apoio de grandes personalidades brasileiras, ver nos noticiários do mundo inteiro o Brasil como manchete. Literalmente a nossa casa está começando a ser arrumada.

Um país de dimensões continentais, de riquezas naturais imensuráveis, de um povo tão apaixonante e belo como é o povo brasileiro. O governo deixou de lado o diálogo com o povo nos últimos 15 a 20 anos, os deputados não fazem mais trabalhos de deputados, o senado seguiu defendendo seus interesses pessoais em rodadas de negociações entre partidos aliados e governo. Não existe oposição, esquerda, direita, nada, nada... Não existe mais ideal partidário-político, por isso os manifestantes fizeram questão de barrar qualquer bandeira de partido político nos movimentos. Nosso partido é o Brasil, dizem os manifestantes. Suas reivindicações são bastante pertinentes, pois um país que pode gastar 28 bilhões em uma festa para o mundo inteiro, poderia também lançar um mega pacote de crescimento nacional para ajudar no desenvolvimento das PESSOAS, e não os paliativos sacanas e populistas que aparecem ultimamente para angariar votos.

Já começam a serem colhidos alguns pequenos frutos, frutos esses como:
  • Redução em alguns impostos que acarretam o aumento das tarifas do transporte público.
  • Arquivamento da Proposta de Emenda Constitucional 37 (PEC-37)
  • Consideração do crime de corrupção como crime hediondo.
  • STF ordenando a prisão do Deputado Federal Natan Donadon (PMDB-Rondônia).
  • Reforma Política.
Com certeza ainda existirá muitas outras mudanças, este é apenas alguns primeiros frutos que o povo brasileiro começa a colher. O gigante acordou, grita as ruas, o povo brasileiro cansou e agora podemos dizer que estamos arrumando a casa. Somos Brasil, não desistimos nunca, porque enquanto houver vida haverá não apenas esperança mas também a mudança.

2 de jun de 2013

Portal e Grupo Próximo Século


Em muito breve ocorrerá o lançamento do nosso portal, do nosso grupo de empreendedorismo.


Sobre o Grupo Próximo Século
  • Quem Somos
Somos um grupo de empreendedores focado no desenvolvimento da excelência humana. Incentivando o indivíduo a buscar o crescimento pessoal, profissional, intelctual e espiritual. Através de treinamentos, palestras, cursos, workshops, dinâmicas e vivências de auto impacto que potencializarão a capacidade de cada pessoa. Tornando assim programável os resultados desejados por cada um. Com uma proposta inovadora, trabalhamos para prepara pessoas para superar seus limites.
  • Missão
Proporcionar a oportunidade de crescimento pessoal, intelectual, profissional, espiritual e a realização de sonhos e metas.
  • Visão
Ser o maior grupo de empreendedorismo do nordeste. Estar em constante progresso e inovação nas ferramentas de busca pelo ensino da  excelência humana.
  • Valores
Inovação
Pró-atividade
Incentivo
Respeito
Preparação
Trabalho em equipe


1 de jun de 2013

A tristeza, o que fazer quando ela vem.

Por que conseguimos prestar apoio aqueles que se encontram tristes e não conseguimos nos dar apoio quando a tristeza bate em nossa porta?
Por que as vezes temos uma palavra de ânimo e incentivo para nossos amigos quando eles se encontram tristes mas não conseguimos motivar a nós mesmos quando nós estamos tristes?

É pessoal, o ser humano em toda sua complexidade e capacidades tem dessas coisas, somos seres altamente sensíveis, seja na capacidade de estar feliz ou triste. Nós somos assim. E uma grande pergunta que bate na cabeça de muitos é:

"Como bloquear ou anular sentimentos como ódio e tristeza e ainda fortificar outros?"

Posso dizer que isto é uma pergunta que muito tem martelado a cabeça de muita gente, estudiosos, filósofos, religiosos, médicos, nós. Algumas pessoas tem a capacidade de simplesmente bloquear alguns sentimentos e isto acontece inconscientemente, mas e quanto aos outros, o que fazer?

Que postura tomar quando a tristeza vem? O que fazer quando algo acontece e realmente abala nossas estruturas? É uma tarefa árdua, mas não é uma tarefa impossível. A primeira coisa a ser feita, é focar em coisas que nos deixam feliz, tire sua mente daquilo que te prende a tristeza e foque em sua felicidade, segundo pratique sua felicidade, pratique-a e quanto mais você praticá-la você verá que mais ela estará ao seu redor. E um grande fator determinante é: FAÇA OS QUE TÃO AO SEU REDOR FELIZ E A FELICIDADE IRÁ TE ENVOLVER. Pratique isso e veja que faz toda a diferença.

Por Felipe Rocha